5 de outubro de 2008

Tipos de lã

Muitas vezes é difícil para uma pessoa, mesmo que experiente, determinar a composição de um fio de tricô, só uma análise de laboratório é que permite indicar a composição exata de um fio. A lã é um dos fios mais utilizados no tricô, por isso é importante conhecer os tipos de lã existentes. Podemos classificar a lã em Fios de Lã e Fios de Lã Especial.
  • Fios de lã: as lã de melhor qualidade são as que são extraídas do carneiro de raça merino, oriundos da Austrália. Aquilo que é conhecido como "lã pura" deve ser composto pelo menos por 95% de lã de ovelhas. As lãs conhecidas por "lã" podem ter uma mistura de aproximadamente 30% de outros materiais e a "lã misturada" deve conter entre 50% e 70% de lã pura.
  • Fios de lã especial: estes fios são confundidos com lã normal, embora sejam provenientes de outros animais. Excetuando a lã mohair, os fios de lã especial são mais caros do que os de lã de ovelha, porém são mais macios e atraentes, embora menos elásticos. Os tipos conhecidos são:
    • A alpaca: lã extraída dos lhamas da América do Sul. A fibra de melhor qualidade é fornecida pela espécie "suri". Trata-se de uma fibra macia, elástica e resistente.
    • O angorá: esta lã é obtida a partir do coelho da França. A lã é leve e macia. Misturada com lã de ovelha, seda, algodão, ela se torna bem resistente. Isola muito bem o frio e é utilizada para gorros, luvas e cachecóis.
    • A caxemira: é fabricada a partir do pêlo de cabra asiática. É uma lã muito cara, é muito macia e quando fiada com outras fibras confere maciez e calor.
    • O mohair: é obtida a partir da ovelha-angorá. A variedade mais valiosa é a que se compõe de fibras de machos jovens. O mohair é uma das fibras mais empregadas na fabricação de fios para tricô.
    • A vicunha: é a lã mais preciosa do mundo e por isso a mais cara. É empregada apenas em trabalhos delicados. É extraída da vicunha, animal existente na América do Sul pertencente à família do lhama.

Nenhum comentário: